2020 tem surpreendido a todos. Pandemia, incêndios, reuniões ministeriais, interferências na Polícia Federal…

No entanto o racismo institucionalizado pelas forças do estado e a ascensão do fascismo no Brasil, não são surpresa. Esses problemas, que cada vez mais, estão enraizados no coletivo são deixados de lado, as vezes sem querer, por tudo o que acontece no cotidiano. É tanto problema, que as vezes não sabemos para onde enxergar.

Os protestos que começaram nos Estados Unidos com a morte de George Floyd, vem tomando conta de diversas cidades brasileiras elencando a pauta antirracista e contra a violência policial que tira a vida de inúmeros inocentes no Brasil. O movimento antifascista também se uniu as manifestações para contrapor quem pede o fechamento do STF, intervenção militar e apoia o presidente Jair Bolsonaro.

Em Lages, o movimento aconteceu neste domingo (7) às 15h. A ação teve como ponto de encontro a Praça João Costa (Calçadão). O ato contou com cerca de 80 pessoas que praticaram o distanciamento e usaram máscaras.

O protesto teve gritos de ordem contra a violência, contra o presidente Jair Bolsonaro e principalmente contra o racismo! Foi feito um minuto de silêncio pelas vidas pretas assassinadas no Brasil e no mundo.

Para nunca esquecer!

Miguel Otávio Santana da Silva, 5 anos.
Caiu do 9° andar de um prédio após negligência da empregadora de sua mãe.
Cláudia Silva Ferreira, 38 anos.
Arrastada 350 metros por um carro da polícia
Bianca Regina de Oliveira,22 anos.
Baleada na cabeça enquanto dormia em sua casa durante uma ação do Instituto Estadual do Ambiente na Cidade de Deus.
Pedro Gonzaga, 19 anos.
Asfixiado até a morte em um supermercado.
Ana Caronalina de Souza Neves, 8 anos.
Morta por uma bala perdida na cabeça, foi atingida dentro de casa em um Belford Roxo (RJ).
Roberto de Souza, 16 anos
Carlos Eduardo da Silva Souza, 16 anos
Cleiton Correa de Souza, 18 anos
Wesley Castro, 20 anos
Wilton Esteves Domingos Júnior, 20 anos.
Os 5 jovens foram mortos quando voltavam de um parque no Rio e policiais militares dispararam 111 tiros em direção ao carro.
Kauê dos Santos, 12 anos.
Baleado na cabeça ao voltar para a casa durante uma operação da Polícia Militar no Rio de Janeiro
João Pedro, 14 anos.
Morto por um tiro de fuzil nas costas pela PF no Rio de Janeiro.
Luana Barbosa, 34 anos.
Morta espancada por três policiais militares na esquina de sua casa em Ribeirão Preto (SP) seu filho de 14 anos viu tudo.
Rodrigo Cerqueira, 19 anos.
Baleado durante uma distribuição de sexta básica.
Marcos Vinícus, 14 anos
Baleado na barriga e morto pela PM do Rio indo para a escola e com o uniforme escolar.
Ágatha Félix, 8 anos.
Baleada nas costas e morta pela PM do Rio quando voltava para a casa com sua mãe.
David Nascimento dos Santos, 23 anos.
Encontrado Baleado após ser colocado em uma viatura da PM enquanto aguardava a entrega de um lanche, em uma favela de São Paulo.
Evaldo dos Santos, 51 anos.
Assassinado pelo Exército Brasileiro, que disparou mais de 80 tiros de fuzil em direção ao carro em que estava Evaldo e sua família.
Marielle Franco, 38 anos. Assassinada com 4 tiros na cabeça dentro do seu próprio carro.

NÃO ESQUEÇA JAMAIS! VIDAS PRETAS IMPORTAM!

Fotos e vídeos: Diony Souza, Nicole Lima e Lucas Reichert

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here